Imprimir

Juventude

10"Ninguém te despreze por seres jovem, ao contrário, torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade. Enquanto eu não chegar, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino. Não negligencieis o carisma que está em ti e que te foi dado por profecia, quando a assembleia dos anciãos te impôs as mãos. Põe nisto toda a diligência e empenho, de tal modo que se torne manifesto a todos o teu aproveitamento. Olha por ti e pela instrução dos outros. E persevera nestas coisas. Se isto fizeres, salvar-te-ás a ti mesmo e aos que te ouvirão." (1Tm 4,12-16).

O Grupo de Jovens Restauração teve seu primeiro encontro no dia 05 de janeiro de 2003, na Matriz da Paróquia Cristo Rei, no Parque Atheneu. O Grupo tem como fundadora a jovem Lélia Arraes, que partiu da firme decisão de devolver ao Jovem sua identidade, de repor em bom estado, em boa ordem, de renovar, recuperar, recobrar e revigorar a verdadeira identidade do Jovem. A sua essência criada por Deus.

Foi inspirada sua palavra remo, a parábola em que Jesus diferencia o homem sábio e o imprudente:

“... Por que me chamais: Senhor, senhor... e não fazeis o que eu digo? Todo aquele que vem a mim ouve as minhas palavras e as pratica, eu vos mostrarei a quem é semelhante. É semelhante ao homem que, edificando uma casa, cavou bem fundo e pôs os alicerces sobre a rocha. As aguas transbordaram, precipitaram-se as torrentes contra aquela casa e não a puderam abalar, porque ela estava bem construída. Mas aquele que as ouve e não as observa é semelhante ao homem que construiu a sua casa sobre a terra movediça, sem alicerces. A torrente investiu contra ela, e ela logo ruiu; e grande foi a ruina daquela casa...” (Lc 6,46-49).

O Grupo é representado por duas mãos chagadas, com um pequeno rio, e um jovem dentro dela. Símbolo este que representa o carisma Restauração, onde o jovem se abandona nas mãos de Cristo e se deixa restaurar através da experiência com o Amor do Pai.

Ao longo de sua caminhada o Grupo de Jovens Restauração, contou com o apoio, dentre outros, do FIJ (Formação Integral para Jovens) e Grupo de Jovens Filhos de Deus. São frutos desta jornada seis Retiros de Experiências de Oração.

Devido à falta de servos, este Grupo interrompeu suas atividades em novembro de 2010. Porém, em 30 de março de 2013 houve a decisão de retomar suas atividades na Paróquia Cristo Rei, reunindo-se aos domingos, às 17 horas, e continuando a levar o seu Carisma a toda a juventude.

Por: Equipe da Coordenação 2013