Imprimir

Santa Ana e São Joaquim, avós de Jesus

Publicado em .

santa ana e sao joaquimHoje celebramos Santa Ana e São Joaquim, os pais de Maria Santíssima e avós de Jesus.

A graça de serem pais da virgem que conceberia o Salvador lhes foi concedida já na velhice. Viveram seu matrimônio na santidade e fidelidade. Viveram suas vidas na fé e na confiança em Deus. Não duvidaram da graça divina. Esperaram em Deus e ofereceram suas vidas a Ele. Eles participaram ativamente no plano de salvação de Deus para a humanidade e, portanto, participaram do cumprimento da promessa de que um Salvador seria concedido aos filhos de Israel.

O que chama a atenção é a idade já avançada de Joaquim e Ana quando Maria nasceu. Nos planos de Deus foi preciso atingir a maturidade conjugal e passar por uma longa e confiante espera para alcançar tamanha graça.

Certamente que eles já nem imaginavam que seriam escolhidos para serem os pais de Maria, mas sua fé e confiança eram inabaláveis. O que lhes inspirava era a certeza de poderem confiar em Deus e não o desejo de serem os escolhidos.

A maturidade era muito respeitada por aquele povo que honravam seus pais e mães, cuidavam, ouviam e respeitavam profundamente seus ensinamentos. Toda a experiência acumulada em suas vidas era referência para os mais jovens.

Hoje, não temos mais tempo suficiente para acumular experiência, maturidade e vivência na fé. Não sabemos mais esperar em Deus. Tudo acontece muito rápido e com muita urgência. Os casamentos se desfazem por não suportar as adversidades necessárias para o amadurecimento. Os jovens não param para ouvir os mais velhos e as suas experiências são desvinculadas das tradições de seu povo.

O que faremos então? Quem conduzirá nossa juventude a retomar a construção da história que não é individual, e de seu povo? Como despertar para a compreensão de que estamos todos juntos e somos um? Peçamos a intercessão de Santa Ana e São Joaquim, avós de Jesus para que redescubramos o valor da maturidade.

Por Lucia Maria
Pascom - Paróquia Cristo Rei