Imprimir

Bíblia: Deus fala com seu povo

Publicado em .

SetembroMês da Bíblia“Toda Bíblia é comunicação de um Deus de amor, de um Deus-irmão...” (Pe. Zezinho)

A Bíblia demorou muito tempo para chegar ao formato como nós a conhecemos. Não que ele tenha sofrido alterações com o tempo, mas as diversas linguagens usadas dificultaram as traduções. A celebração da memória de São Jerônimo, Doutor da Igreja e um dos responsáveis por traduzir as sagradas escritura para o latim, no dia 30 de setembro é um dos motivos que nos levam a celebrar o mês de setembro, como mês da Bíblia.

A partir do documento Dei Verbum (palavra de Deus) que foi elabora no Concílio Vaticano II, a Igreja passou a valorizar e incentivar ainda mais o uso da Bíblia, por parte dos fiéis. No documento, o concílio pede que a Igreja coloque a Bíblia no centro de sua atuação pastoral, catequética, litúrgica.

Mesmo tendo sempre a Escritura Sagrada como regra essencial de sua fé, foi a partir do Dei Verbum que a Igreja começou a se preocupar em traduzir a Bíblia, a partir dos originais, nas línguas que o povo possa ler e compreender. A partir daí surgirem várias traduções confiáveis, não com o intuito de dividir, mas de aprofundar o estudo para uns, a pregação para outros, e para outros ainda a oração.

O concílio ainda incentiva para que a Bíblia volte novamente às mãos do povo. Ela é propriedade da comunidade cristã. De fato aos poucos, a Bíblia foi encontrando outra vez seu espaço no seio da comunidade. As dioceses e as paróquias foram convidadas a promover o contato com a Escritura e propor a formação para os fiéis.

A Igreja e o Estudo da Palavra de Deus

Biblia Deus fala com seu povoCom as propostas do Concílio Vaticano II, as comunidades começaram a se movimentar para conhecer melhor as sagradas escrituras. Grandes eventos surgiram para celebrar o encontro com a Palavra de Deus. Surgiram cursos bíblicos para os leigos, círculos bíblicos, semanas bíblicas, etc. Ou seja, o povo se interessou pela Bíblia.

Em 1971, por ocasião do Jubileu de Ouro da Arquidiocese de Belo Horizonte, foi celebrado naquela igreja o Mês da Bíblia. Aos poucos esse movimento foi se espalhando pelas dioceses do Brasil, até ser incorporado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que, todos os anos, lança um subsídio de celebrações para este mês.

Você também, aproveite que o mês de setembro é o mês da Bíblia e dedique-se ao estudo da palavra de Deus. Crie, a partir desta oportunidade, o hábito de sempre estar em contato com a palavra de Deus.

Façamos como Maria, os Santos e Profetas: encarnemos a palavra de Deus e façamos ressoar a vontade de Deus neste mundo.

Rafael Batista
Pastoral da Comunicação