Imprimir

Ser músico de Deus é um diferencial

Publicado em .

marissol-monteiroSer músico é um dom, isso é incontestável. O dom de cantar e de tocar vem de Deus. Mas além de músicos, temos um chamado a mais, ser músico de Deus.

Levantar as pessoas e fazer com que as elas se emocionem com as músicas, qualquer músico pode fazer.  Nós temos a missão de ministrar a música e resgatar almas.

Oramos, louvamos e cantamos, somos capazes de emocionar com as nossas canções, de levantar pessoas com os nossos ritmos. Mas o que essas músicas representam para mim? Vivo essas músicas? A minha oração, meu louvor e minha canção tocam primeiramente o meu coração? Será que experimento o que canto?

O maior desafio para um músico de Deus, acredito que seja a dispersão na oração, a falta de intimidade com Deus. A boca fala aquilo que o coração está cheio, se não temos constante oração, não temos o que doar para nossos irmãos, nos tornamos vazios e mecânicos. Precisamos estar em plena intimidade, ouvir o que Deus tem a nos falar e aos nossos irmãos para que a unção aconteça.

Outro desafio que vejo, é que somos mais sensíveis que qualquer outro ser humano que não tenha o dom da musicalidade. O mundo grita em nossos ouvidos com suas músicas, danças, moda, induzindo à sexualidade, à libertinagem através da televisão e da internet.

É hora de analisar, não posso ser cantor de Deus apenas na hora de cantar, tenho que ter uma postura diferente, olhar como Jesus viveu aqui na Terra, e tentar imitar. Buscar práticas de orar, jejuar, rezar o terço, ler a Bíblia e mais, de estudar, ouvir e tirar músicas. Temos que nos dedicar mais, dar tudo o que temos a Deus, devolvendo a Ele os talentos que nos foi dado.

Depoimento enviado por Marissol Monteiro (Equipe de Música)