Imprimir

Outubro Rosa

Publicado em .

crisleide outubro rosa“Quem amamenta não tem Câncer”
“Só tem câncer a mulher que tem mais de 50 anos”
“Só quem tem histórico familiar de câncer de mama corre risco de ficar doente”

Era 11 de novembro de 2013 quando veio o diagnóstico e neste momento não sei para onde foi o chão que deveria estar debaixo dos meus pés. Tentei ser forte, afinal teria que sair dali e ainda contar pra minha mãe e irmãos.

A intenção era fazer alguns exames de rotina, pois estava com 32 anos e vivendo o momento mais maravilhoso da minha vida, enquanto amamentava meu filho. Não tinha casos conhecidos de câncer de mama na família e ouvi o médico dizer: “Temos um 'câncerzinho', iremos tratar com quimioterapia, cirurgia e radioterapia”.

Foram tempos difíceis, suportar as dores, ver o cabelo cair, olhar no espelho e não se reconhecer. No entanto, não perdi meu sorriso, nem a fé no Pai Eterno. Aprendi a ter mais amor pela vida, vontade de lutar, de viver, crescer, amar e ser feliz.

A certeza que tenho até hoje, três anos depois do diagnóstico, é que Deus Pai e sempre esteve me carregando no colo nesta jornada tão dura e cansativa. Carrego a convicção ainda que minha família que é meu porto seguro aqui na terra.

Se liga então, amiga! Faça o autoexame, pois o diagnóstico precoce é a metade da cura. Se toque, se observe, não se preocupe com os outros antes de você, se ame, se cuide. Contra o Câncer de Mama a prevenção é o melhor remédio.

Eu sou a prova de que o estereótipo do Câncer de Mama é falho.

Crisleyde Ferreira de Sousa