Imprimir

Nossa História

Publicado em .

banner grupo restauração"Ninguém te despreze por seres jovem, ao contrário, torna-te modelo para os fiéis, no modo de falar e de viver, na caridade, na fé, na castidade. Enquanto eu não chegar, aplica-te à leitura, à exortação, ao ensino. Não negligencieis o carisma que está em ti e que te foi dado por profecia, quando a assembleia dos anciãos te impôs as mãos. Põe nisto toda a diligência e empenho, de tal modo que se torne manifesto a todos o teu aproveitamento. Olha por ti e pela instrução dos outros. E persevera nestas coisas. Se isto fizeres, salvar-te-ás a ti mesmo e aos que te ouvirão." (1Tm 4,12-16).

O Grupo de Jovens Restauração teve seu primeiro encontro no dia 05 de janeiro de 2003, na Matriz da Paróquia Cristo Rei, no Parque Atheneu. O Grupo tem como fundadora a jovem Lélia Arraes, que partiu da firme decisão de devolver ao Jovem sua identidade, de repor em bom estado, em boa ordem, de renovar, recuperar, recobrar e revigorar a verdadeira identidade do Jovem. A sua essência criada por Deus.

Foi inspirada sua palavra remo, a parábola em que Jesus diferencia o homem sábio e o imprudente:

“... Por que me chamais: Senhor, senhor... e não fazeis o que eu digo? Todo aquele que vem a mim ouve as minhas palavras e as pratica, eu vos mostrarei a quem é semelhante. É semelhante ao homem que, edificando uma casa, cavou bem fundo e pôs os alicerces sobre a rocha. As aguas transbordaram, precipitaram-se as torrentes contra aquela casa e não a puderam abalar, porque ela estava bem construída. Mas aquele que as ouve e não as observa é semelhante ao homem que construiu a sua casa sobre a terra movediça, sem alicerces. A torrente investiu contra ela, e ela logo ruiu; e grande foi a ruina daquela casa...” (Lc 6,46-49).

O Grupo é representado por duas mãos chagadas, com um pequeno rio, e um jovem dentro dela. Símbolo este que representa o carisma Restauração, onde o jovem se abandona nas mãos de Cristo e se deixa restaurar através da experiência com o Amor do Pai. O nome do grupo foi inspirado em um ministério de música que já se reunia na Paróquia desde 2002 e aos poucos o Restauração deixou de ser apenas uma definição, ou identificação e passou a ser um carisma.

Ao longo de sua caminhada o Grupo de Jovens Restauração, contou com o apoio, dentre outros, do FIJ (Formação Integral para Jovens) e Grupo de Jovens Filhos de Deus. São frutos desta jornada seis Retiros de Experiências de Oração.

Devido à falta de servos, este Grupo interrompeu suas atividades em novembro de 2010. Porém, em 30 de março de 2013 houve a decisão de retomar suas atividades na Paróquia Cristo Rei, reunindo-se aos domingos, às 17 horas, e continuando a levar o seu Carisma a toda a juventude.

Nossa Missão

Promover a Restauração do jovem à comunidade através da experiência com Deus e do serviço à Igreja, a partir dos carismas e do desejo da adoração em Espirito e Verdade.

Nossa Visão

Consolidar como grupo de jovens atuante e de Restauração para toda comunidade paroquial, através de varias ações, inclusive sociais, na promoção do bem e da evangelização de novos jovens. Através da obediência à santa Igreja Católica Apostólica Romana o grupo quer também buscar a santidade, proposta por Jesus, na vivência dos sacramentos. Além disso, há um ardente desejo de sermos profetas de restauração devolvendo a essência da juventude, implantando e difundindo a Restauração através da espiritualidade.

Restaurando…

Diante do pluralismo religioso que sociedade contemporânea nos proporciona e das mudanças que a revolução digital desencadeou, o Restauração quer ser instrumento de evangelização não só da juventude, mas das famílias de nossa comunidade. Através de pequenas obras é que o grupo busca grandes resultados. Compreendemos que só diante da ação de Deus no coração do jovem é que poderemos mudar a cenário no qual vive a nossa juventude.

O grande diferencial de um grupo de jovens é o fato de ser formados por jovens e para jovens, falando de seus problemas em uma linguagem própria.

Através de seus ministérios o grupo quer envolver seus membros em ações que favoreça, a Igreja Local e Universal, produzindo frutos também para a sociedade civil.

Ministério da música

“Quem canta reza duas vezes.” (Santo Agostinho)

O Ministério da Música tem a missão primordial de conduzir os jovens à oração através daquilo que é cantado. Os membros do ministério precisam ter uma constante e fiel vida de oração e meditação das sagradas escrituras, uma vez que estarão sempre à frente do grupo animando as reuniões.

Outra função primordial do ministério é preparar as músicas que são cantadas na missa dos jovens, todo primeiro domingo do mês na Matriz de Cristo Rei.

Ministério da Acolhida

“Quem acolhe em meu nome um desses pequeninos, é a mim que acolhe.” (Mt 18,5)

É desejo do Ministério de Acolhida atender ao pedido de Jesus, acolhendo a todos que chegam para integrar o nosso grupo. Mais do que isso, a missão do ministério é fazer com que todos sintam-se integrantes do grupo e, a partir daí, ajudar o jovem a discernir seus dons para fazer parte dos ministérios que compõe o grupo.
Além de acolher esse ministério é o responsável por deixar as noventa e nove ovelhas no curral para ir atrás daquela que se perdeu. (Mt 18,12-14)

Ministério de Artes

“Davi dançava com todas as suas forças diante do Senhor, cingido com um efod de linho.” (IISm 6,14)

Inspirado no artista, profeta e rei Davi, que não só dançou na presença de Deus, mas compôs inúmeros Salmos para louvar a grandeza do Senhor, o Ministério de Artes tem a missão de propagar o Evangelho através da expressão corporal. Em sintonia com os demais ministérios, o de Artes também participa da dinâmica da reunião trazendo à tona, de forma lúdica, os temas propostos pela pregação e os recorrentes à nossa juventude.

Comunicação/ Liturgia

“Não se acende uma lamparina para tampá-la com uma vasilha, mas para colocá-la em um candelabro, a fim de que ilumine a todos que estão na casa.” (Mt. 5,15)

Aderindo ao desejo da Igreja de tonar Jesus conhecido em todos os cantos, o Ministério de Comunicação/ Liturgia quer usar dos meios que estão ao seu alcance pra difundir a obra restauradora que este grupo de Jovens propõe. O ministério também assume a missão de zelar pelo exercício da comunicação entre seus membros.

Crendo que todo ato litúrgico é um desejo de comunicação de Deus para com seus filhos, este ministério também se propõe a preparar com zelos todas as celebrações que forem da competência do Grupo de Jovens Restauração.

Ministério de Intercessão

“Se vocês pedirem qualquer coisa em meu nome, eu o farei.” (Jo 14,14)

Cientes de que a unidade de um grupo só se dará através da oração, o Ministério de Intercessão assume para si a missão de zelar por isso. O Grupo de Jovens Restauração tem consciência de sua natureza orante e não se exime desta função, mas este ministério tem o firme propósito de não deixar, através da constante intercessão, que o grupo se esmoreça ou perca sua essência.

Além de promover essa intercessão universal dentro do grupo, o ministério, tomando conhecimento de situações isoladas que necessitem de atenção especial, promove momentos de oração também por essas intenções particulares.

 

Equipe da Coordenação 2013